Ir direto para menu de acessibilidade.
ptenfres

Notícias

 

  • Acreditação CFMV: três cursos de Medicina Veterinária são acreditados com excelência

    06 de dezembro de 2017 Por Carolina Menkes O Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) divulgou nesta quarta-feira (06/12) o resultado do primeiro ciclo de Acreditação de Cursos de Medicina Veterinária, projeto do CFMV com o objetivo de contribuir para a qualidade da formação dos médicos veterinários. Os cursos de graduação de três Instituições de Ensino Superior foram acreditados com excelência:  Universidade Estadual de São Paulo (Unesp) - campus de Botucatu, Universidade Federal de Lavras (UFLA) e Universidade de São Paulo (USP) - campus São Paulo. As Resoluções CFMV nº 1.174/2017 (Unesp/Botucatu), nº 1.189/2017 (USP) e nº 1.190/2017 (UFLA) foram publicadas no Diário Oficial da União desta quarta-feira (06/12). Os selos de “Acreditado com Excelência” terão validade de cinco anos para as três IES durante o período de 6 de dezembro de 2017 a 5 de dezembro de 2022. Os certificados serão entregues pelo presidente do CFMV, Benedito Fortes de Arruda, aos representantes das instituições na próxima semana. O presidente do CFMV, Benedito Fortes de Arruda, lembra que o Conselho Federal sempre esteve preocupado com a qualidade do ensino da Medicina Veterinária e, por isso, desencadeou diversas iniciativas, nos últimos anos, de forma a promover uma formação de excelência aos futuros médicos veterinários. “A Acreditação foi um trabalho árduo do CFMV e da sua Comissão Nacional de Educação em Medicina Veterinária e que teve um resultado significativo. Nós parabenizamos as três Instituições acreditadas e agradecemos por terem confiado no trabalho do CFMV”, afirmou Arruda. O presidente do CFMV lembra que esse é apenas o início de um processo que pretende induzir a melhoria do ensino da Medicina Veterinária nas demais Instituições de Ensino Superior do país. “Esperamos que isso possa se difundir para as demais instituições e que, no próximo ano, tenhamos novos cursos acreditados para que os jovens tenham sua formação profissional com qualidade de forma a desenvolver competências importantes como a liderança”, afirmou Arruda. O presidente da CNMEV/CFMV, Felipe Wouk, comemora o nível de qualidade das instituições acreditadas neste primeiro ciclo. “Elas se equiparam às melhores escolas da Europa e da América do Norte. E a partir do momento em que as escolas que influenciam o ensino da Medicina Veterinária se dispõem a sofrer uma avaliação externa isso é indutor para que outras escolas venham se submeter a esse processo”, acredita. Sobre o processo Atualmente o Brasil apresenta uma realidade única no mundo, já que possui mais de 300 cursos de Medicina Veterinária.  A Acreditação do CFMV visa estabelecer e assegurar critérios regionais de qualidade de cursos de graduação para a melhoria permanente da formação em Medicina Veterinária, necessária para a promoção do desenvolvimento da educação e da promoção da profissão no país. O presidente da CNMEV lembra que a política de acreditação de cursos teve início a partir de uma recomendação da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE), que percebeu que o Sistema Oficial de Avaliação não discriminava a qualidade das instituições com precisão. O instrumento e os critérios de avaliação foram discutidos por diversos meses, até se chegar à fase experimental da acreditação, que contou com visitas-piloto a três instituições. “Foi um processo mais que testado, em que foram feitas modificações e ajustes até se consolidar”, esclareceu Wouk. No site acreditacao.cfmv.gov.br você encontra todos os critérios e normas da Acreditação de Cursos da Medicina Veterinária. Selos de qualidade O Selo de Acreditação emitido pelo CFMV serve como referência para gestores educacionais, docentes, a sociedade em geral e sobretudo, estudantes que buscam cursos com qualidade comprovada. O resultado é publicado em forma de resolução no Diário Oficial da União e o curso acreditado recebe um Certificado de Acreditação do Curso.   Notícia do Portal CFMV: http://portal.cfmv.gov.br/portal/noticia/index/id/5432